17.11.10

Acordei...

Um dia acordamos, olhamos à nossa volta e nada faz sentido, não o mesmo mesmo sentido de antes...
Aprendemos a diferença entre o dar e o receber, aprendemos que nada dura para sempre, nem mesmo os nosso sonhos... Começamos a aprender a enfrentar as nossas derrotas de cabeça erguida e os olhos erguidos adiante, aprendemos que o sol queima se ficarmos expostos muito tempo, que não importa o que temos mas quem temos, aprendemos que nada é seguro e que o mais seguro é correr riscos, aprendemos que não somos donos do mundo, e que a humildade só nos cai bem, aprendemos que nem todos somos diferentes e sem dúvida não somos iguais, que não podemos esperar que os outros façam aquilo que nós fariamos se estivéssemos no mesmo lugar, descobrimos que leva-se anos para construir a confiança e apenas segundos para destrui-la, e que podemos fazer coisas num instante das quais nos podemos arrepender o resto da nossa vida, aprendemos que as amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias...
E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente... Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros...
Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram...
Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ter sido meu para sempre...!



3 de Julho de 2009

2 comentários:

Joana disse...

"Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ter sido meu para sempre...!"

Como te entendo, alias toda a gente te deve entender, passamos a vida nisto :/



ainda acredito que consigo chegar as pessoas de quem o tempo e tudo mais me afastou
*

Joana disse...

"Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ter sido meu para sempre...!"

Como te entendo, alias toda a gente te deve entender, passamos a vida nisto :/



ainda acredito que consigo chegar as pessoas de quem o tempo e tudo mais me afastou
*