6.1.10


É nestas alturas que sinto falta daquela presença, daquela força e daquele ombro que ainda não encontrei..
Vá-se lá saber porquê!

Sem comentários: